Princípio de incêndio na Estação Ferroviária

Duas pessoas foram vistas deixando o local. Corpo de bombeiros foi acionado.

Diretor do Departamento de Cultura mostra local onde as chamas começaram
Foto: Carol Salvini / A Comarca

Eram 22hs de domingo (5), quando um comerciante vizinho da estação viu fumaça e fogo saindo de uma das portas do prédio.

Imediatamente o Corpo de bombeiros foi acionado. Quando eles chegaram, duas pessoas foram vistas fugindo do local. Os bombeiros conseguiram controlar o fogo antes que ele se alastrasse para dentro do prédio.

O diretor do Departamento de Cultura, Julio Ribeiro, esteve no local para avaliar os danos. - Foi uma sorte este fogo não ter se propagado rápido, já que o piso é de madeira. Seria muito triste ter a estação queimada, depois de tanta luta do grupo para reestrutura-la -  disse.

Um caibro de madeira e carvão foram utilizados para fazer o fogo. Parte deste material estava dentro do prédio. Ainda não se sabe se foi um ato de vandalismo, ou se foi premeditado.

- Será feito um boletim de ocorrência para registrar este fato, e quem sabe descobrir quem fez isto. Também solicitarei à prefeitura a permanência da guarda municipal na estação, para evitar que outros atos de vandalismo venham acontecer.” Finalizou Julio Ribeiro

Vandalismo Constante:

Dois funcionários da ALL, empresa responsável pelo trajeto ferroviário no trecho que inclui Matão, foram ao local depois que o maquinista do trem que passava na hora do incêndio os alertou sobre o fogo e a fumaça que saía da estação.

Eles relataram à reportagem da A Comarca, que os atos de vandalismo e tentativas de saque de cargas são constantes.

- Todos os dias temos alguma ocorrência”, relataram. “As pessoas chegam ao ponto de colocar objetos pesados e remover os trilhos para causar o descarrilamento dos trens.  Temos que ficar sempre alertas. - afirmaram.

Em Matão, essas ocorrências são comuns. Segundo os funcionários da ALL, os casos que mais ocorrem na cidade são pessoas que jogam pedras e tentam danificar os trens, roubo de cargas quando os veículos ferroviários estão parados e objetos deixados nos trilhos na tentativa de parar os trens. 

Fonte: Carol Salvini / A Comarca






Deixe um comentário



Comentários




Moio

acidente

Luto

Moio

Policia

Roubo de caminhonete

Moda

Pinching