Comerciante e músico morre com tiro

Corpo foi encontrado pelo primo, com quem ele morava


A equipe do sargento Galbiatti registrou mais suicídio em Matão. O comerciante e músico Gederson Ap. Dias, 32 anos, tirou a própria vida na residência em que dividia o aluguel com um primo, no Parque Mônaco. De acordo com as informações, Gederson comandava uma cantina em uma Escola do grupo Ciesp e aos fins de semana cantava em uma Lanchonete na Avenida Padre Nelson, Nova Matão. 

Há cerca de 40 dias, ele e a esposa decidiram dar um tempo no relacionamento porque ele estaria angustiado e para não afetar a criança do casal, optou em alugar uma casa junto com o primo. Na terça-feira, ele teria ingerido medicamento para dormir e se zangado quando o primo bateu na porta. Depois, no dia seguinte, o primo percebeu o quarto fechado, com o climatizador ligado e música. 

Ele chamou, bateu na porta e janela e, como ninguém respondia, por volta de 22h23 arrombou a porta, se deparando com a vítima de bruços, segurando uma arma, que estava direcionada ao disparo na cabeça. O corpo já estava em rigidez cadavérica e o primo chegou a passar mal. Segundo as informações, Gederson premeditou o suicídio, uma vez que ensaiou um disparto em um monte de cobertores. O projétil estava praticamente intacto. 

A Polícia Científica realizou a perícia e liberou o corpo, que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araraquara e depois, liberado para o velório. Na Delegacia, foram apresentadas ao delegado de plantão, Alfredo Gagliano Júnior, o revólver Taurus de calibre 32 e as 2 munições deflagradas.      


Fonte: Maury Jr.


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários