Quatro novos médicos já atendem em Matão

Previsão é de que mais oito comecem nesta segunda-feira (10)


Doze novos profissionais do Programa ‘Mais Médicos’, do governo federal, se apresentaram em Matão e já estão aptos a trabalhar na rede básica de Saúde. Onze deles estiveram na coletiva de imprensa realizada no gabinete da Prefeitura, no último dia 30, e o outro profissional se apresentou na segunda-feira (3), na Secretaria Municipal de Saúde. A cidade foi contemplada com 17 vagas do programa federal, portanto, resta a apresentação dos outros cinco profissionais na pasta da Saúde até a próxima sexta-feira (14), quando termina o prazo estabelecido pelo governo. Cada médico atuará em uma das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) de Matão. Deste modo, os novos profissionais substituirão os médicos cubanos que deixaram o país após o fim do convênio entre o governo brasileiro com Cuba.

Matão possui 11 postos da Estratégia Saúde da Família (ESF) com 17 equipes divididas nas unidades, dependendo da demanda de cada localidade. Desta forma, os bairros atendidos por uma equipe são Quarto Centenário, Vila Pereira, Parque Aliança, Silvânia, Jardim Paraíso e o distrito de São Lourenço do Turvo. Funcionando com duas equipes estão os seguintes pontos: Nova Cidade/Monte Carlo; Nova Guarani/Jardim Alvorada; Bom Jesus/Parque das Laranjeiras; e Jardim Popular/Portal Terra da Saudade. Apenas o Residencial Cadioli atende com três equipes porque engloba o Jardim do Bosque I e II, Cadioli e Vivelândia.

OS MÉDICOS

Dos cinco médicos que precisam se apresentar até a próxima sexta-feira (14), um deles já comunicou a Secretaria Municipal de Saúde que não poderá assumir a vaga em uma das equipes. Até o momento, os nomes confirmados e apresentados oficialmente são Lorenna Assis Moura, Felipe Vidal Schneider Guimarães, Sidnéia Pereira de Almeida, Kenia Maria Jordão Cazon, André Lanza Rizzo, Rafael Sanvezzo Delfim, Júlio César Morgan de Oliveira, Flavia Dias Mariano Alves, Marcos Vinícius Pires Assunção, Lara Thais Salloum dos Santos, Natássia Alberici Anselmo e Israel Luiz Nascimento Prebianca. A previsão é de que todos os médicos comecem os atendimentos nas equipes nesta segunda-feira (10).

Felipe Guimarães começou a atender na ESF do Portal Terra da Saudade na última segunda-feira (3), bem como Sidnéia de Almeida que iniciou na sede do Parque Aliança. Para Sidnéia (37 anos), formada há 11 anos pela Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto), é uma felicidade voltar a Matão para atender a população. “Estou muito feliz de voltar. Sou nascida e criada em Matão, então agora estou voltando na rede básica de saúde. Quero poder contribuir na área, fazendo parte da prevenção, que eu acho o mais importante, além de melhorar a qualidade do atendimento na Saúde”.

De Ituiutaba (MG), Lorenna Assis Moura (27 anos) fez internato em Matão – a etapa final do curso de graduação – e está responsável pelo atendimento em uma das equipes da ESF do Residencial Cadioli desde a última quinta-feira (6). Recém-formada pela Faculdade Faceres de Rio Preto, a médica mineira espera que a oportunidade seja uma boa experiência para sua carreira profissional. “Estou muito alegre por ter passado em Matão, pois gosto muito da cidade; achei um município acolhedor, por isso quero ajudar a população e realizar um ótimo trabalho”, afirmou.

Do mesmo modo, o matonense André Lanza Rizzo (26 anos) iniciou seus trabalhos na quinta-feira (6) em outra equipe da ESF do Cadioli. Ele também é recém-formado pela Faculdade Faceres de Rio Preto e se diz contente em poder ajudar a população neste setor. “Primeiro porque aqui é minha casa; fiquei muito tempo longe de Matão, mas é uma cidade em que sempre quis voltar, porque minha família inteira é daqui, minhas origens são daqui. Então, voltar para o município é o mínimo que posso fazer depois de tudo o que a cidade já ofereceu para o meu crescimento humano e profissional”, concluiu.

O processo de inscrição

Após o rompimento do convênio com os médicos cubanos, o Ministério da Saúde abriu um Edital de Convocação para médicos que estivessem com o CRM (número do profissional após inscrição no Conselho Regional de Medicina) regularizado e que gostariam de ocupar as vagas deixadas pelos profissionais de Cuba. As inscrições para adesão ao Programa Mais Médicos foram feitas exclusivamente pela internet. Durante o ato, os novos profissionais deveriam escolher a localidade desejada conforme decisão individual. Após o resultado da reserva, os médicos deveriam confirmar o interesse na vaga, apresentando-se pessoalmente com a documentação exigida na Secretaria Municipal de Saúde da cidade.


Fonte: Da Redação


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários