Matão tem estimativa de injeção de R$ 75 milhões via 13º salário

Valor aproximado foi divulgado pela assessoria da Fecomércio

Toninho Giannini
Foto: Rogério Bordignon

A partir de dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a assessoria econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) estima que o 13º salário dos trabalhadores formais de Matão deve injetar na economia local até R$ 75,1 milhões no final de 2017.

“Tal cifra foi calculada a partir da massa salarial média paga aos quase 34 mil trabalhadores com carteira assinada no município e representa aumento de 6% em relação ao impacto aferido em 2016. Vale ressaltar que no cálculo não foram considerados os recursos recebidos pelos aposentados e pensionistas, já que nestes casos, boa parte do 13º foi pago antecipadamente”, cita Antonio Geraldo Giannini (Toninho), presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio-Matão).

“Outro ponto a ser destacado é que nem todos os trabalhadores recebem o 13º nos meses de novembro e dezembro, e por esse motivo o valor máximo a ser injetado na economia local é de até R$ 75,1 milhões. Em verdade é sabido que o pagamento do 13º salário deve ser feito pelo empregador em duas parcelas”, comenta Toninho.

Confira a matéria com a entrevista completa do Presidente do Sincomércio de Matão, na edição do Jornal A Comarca desta semana.


Fonte: Rogério Bordignon




Deixe um comentário



Comentários




Embraer

vagas

UBS

Saída médicos

Policia

Assalto

inscrições

Time do Emprego