Hemocentro realiza coleta de sangue

Também será feito cadastramento de medula óssea


Neste sábado (23), o Hemocentro de Ribeirão Preto estará em Matão, no Immes, das 7 às 12 horas, distribuindo até 200 senhas para coleta de sangue. O Hemocentro também estará preparado para fazer até 150 cadastramentos para possíveis doadores de medula óssea. O HSaúde apoia o evento junto ao Immes e também junto às empresas matonenses. Realizador e apoiadores esperam – mais uma vez – o apoio da sociedade matonense.

Nesta edição não haverá agendamento para doação de sangue. Essa iniciativa utilizada no ano passado visava organizar o fluxo de pessoas, mas, segundo o Hemocentro, os agendamentos acabavam comprometendo as coletas, porque muitos que agendavam não compareciam; e os que não agendavam, ficavam aborrecidos por não poderem realizar a doação pela falta de agendamento. Por isso, quem vier, além da atitude generosa de doar o seu sangue, precisará ter paciência para aguardar a sua vez.

O Hemocentro possui um serviço móvel de coleta de sangue que envolve mais de 200 municípios atendidos, onde moram mais de 4 milhões de habitantes. Matão recebe a visita desse serviço móvel duas a três vezes por ano. O Hemocentro é responsável por 33% do abastecimento de sangue no Estado de São Paulo.

É uma área de abrangência muito grande; por isso, o serviço de coleta móvel não consegue atender os municípios a todo o momento. Por recomendação técnica, as visitas às cidades não podem manter um intervalo menor do que quatro a cinco meses.

Diante da escassez de recursos e diminuição da equipe de trabalho, o Hemocentro pede para municípios enviarem doadores até sua sede. A coleta móvel realizada pelo Hemocentro movimenta equipe de 20 profissionais, e uma diversidade de materiais e equipamentos, que implica em riscos e gastos elevados. O deslocamento dos voluntários até o Hemocentro facilitaria o trabalho da equipe, que faria uma coleta mais segura, de forma menos dispendiosa.

Uma bolsa de sangue – 400 a 450 mililitros - pode produzir diferentes hemocomponentes (hemácias, plaquetas, plasma). O volume sanguíneo se recupera em 24 horas; portanto, é um procedimento seguro, não prejudica o doador, e ainda pode salvar quatro vidas.

Quem não puder doar sangue no próximo dia 23, poderá ir diretamente no Hemocentro de Ribeirão Preto: Rua Professor Hélio Lourenço (Campus da USP). O horário de atendimento para a coleta de sangue é de segunda a sexta-feira das 7 às 13 horas; sábados, domingos e feriados, das 7 às 12h30. Facebook: @hemocentrorp  E-mail: doador@hemocentro.fmrp.usp.br Se preferir, poderá agendar a doação pelo telefone 0800 979 6049. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

CONDIÇÕES PARA DOAÇÃO DE SANGUE

Pré condições básicas

- Ter entre 18 e 69 anos 11 meses e 29 dias;

- Estar com boa saúde (sem gripe, resfriado, diarreia ou alergias) e sem feridas ou machucados no corpo ou na boca;

- Ter mais de 50 quilos (homens) e mais de 51 quilos (mulheres);

- Intervalos entre as doações: mulher (90 dias/três por ano); Homem (60 dias/quatro por ano).

Impedimentos

- Pressão arterial alta (máxima acima de 180 ou mínima acima de 100 mmHg);

- Gestação;

- Diabetes mellitus em uso de insulina;

- Anemia;

- Aids ou infecção pelo HIV;

- Doença de Chagas;

- Hepatite após os 11 anos de idade;

- Lepra (Hanseníase);

- Malária (Maleita);

- Uso de drogas ilícitas.

Impedimentos temporários

- Parto ou abortamento (três meses);

- Relações sexuais de risco (de três meses a um ano);

- Amamentação (enquanto estiver amamentando por até um ano);

- Endoscopia ou colonoscopia (seis meses);

- Cirurgia (três a 12 meses, a depender do tipo de cirurgia);

- Tratamento dentário (cirurgia, mês; canal, extração, gengivite, implante, uma semana ou mais a depender do caso; limpeza, três dias; cárie e ajuste de aparelho, um dia);

- Dengue (quatro semanas após a recuperação);

- Dengue Hemorrágica (seis meses após a recuperação);

- Gripe (depois da recuperação: com febre, 15 dias; sem febre, 7 dias);

- Acupuntura com material próprio ou descartável feito por profissional autorizado (três dias);

- Brinco (três dias);

- Piercing em pele (12 meses se não houver condição de avaliação da segurança);

- Piercing na cavidade oral e/ou genitália (12 meses após a retirada);

- Tatuagem (12 meses para os demais casos);

- Viagens recentes para área endêmica de Malária (Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia, Pará. Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Distrito Federal e Oeste Tocantins), um ano após vacinação;

- Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite A, Antipneumocócica, Meningite, H1N1 (48 horas).

- Hepatite B Recombinante (sete dias);

- Pólio Oral (Sabin), Febre Amarela, Caxumba, BCG, Varicela, Rubéola e sarampo (um mês);

- Antirrábica (30 dias; em caso de mordedura, um 1 ano);

- Soro antitetânico (quatro semanas);

- Soro antirrábico (um ano).

O intervalo para doação de sangue convencional para homens é de 60 dias e para mulheres é de 90 dias. Entretanto, recomenda-se que o homem doe até quatro vezes e a mulher até três vezes por ano.

 


Fonte: AI HSaude


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários