USP e UFSCar fazem cadastramento de doadores de medula óssea

É necessário ter entre 18 e 54 anos e estar em bom estado de saúde. Campanha será feita nas universidades nas próximas terças-feiras.

Foto: Iryá Rodrigues/G1

A Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em parceria com o Hemonúcleo de Ribeirão Preto, irão realizar uma campanha para o cadastramento de doadores de medula óssea em São Carlos.

O cadastramento acontece nesta terça-feira (21), em frente à biblioteca comunitária da UFSCar, e na próxima terça-feira (28), no Centro Acadêmico "Armando de Salles Oliveira" (Caaso), na USP. Nos dois dias o horário é das 9h às 15h.

Para ser doador de medula é necessário ter entre 18 e 54 anos e estar em bom estado de saúde. No cadastramento é necessária a apresentação da carteira de identidade e a coleta de 5 ml de sangue.

O material fica registrado no banco de medulas e caso haja um paciente compatível, o doador é chamado para aí sim doar a medula. O procedimento é feito por meio de uma punção na bacia ou por coleta de sangue após o doador ingerir uma medicação específica por cinco dias. A doação não tem risco e não causa danos ao doador. Na campanha de 2016 foram cadastradas 472 pessoas.


Fonte: G1




Deixe um comentário



Comentários




Embraer

vagas

UBS

Saída médicos

Policia

Assalto

Policia

Roubo de caminhonete