Retomadas as obras na Marginal São Lourenço

Vias receberão asfaltamento, interligação e recapeamento


Após acordo firmado com o Programa ‘Desenvolve São Paulo’ foram liberados os recursos para construção das galerias de águas pluviais e recapeamento da Rua Major Joaquim Gabriel de Carvalho, além da rotatória da Marginal São Lourenço. Na quarta-feira (3), os serviços foram retomados pela Prefeitura na rotatória da marginal. Durante a chegada do maquinário para início dos trabalhos estiveram presentes o prefeito Edinardo Esquetini, os secretários Carlão Hasselaar (Obras, Desenvolvimento Urbano e Habitação), Markinho Nascimento (Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos) e China Calabres (Serviços Municipais), além de funcionários da empresa Guerra Construção & Infraestrutura Urbana, responsável pelo trabalho.

Na primeira etapa da obra serão realizados o asfaltamento e iluminação de LED no trecho da rotatória da Marginal São Lourenço, que terá ainda interligação com a Rua Castro Alves. Da São Lourenço até a Rua Oreste Bozelli, próximo à Prefeitura, também será realizado o recapeamento completo da via. Em uma segunda etapa, do outro lado da linha férrea, acontecerão as obras para drenagem no bairro Jardim do Bosque (onde há grande erosão) por meio da construção de caixas de concreto estaqueadas para captação de águas, que passarão sob a linha férrea até chegarem ao Rio São Lourenço.

Segundo Carlos Hasselaar, após as obras de macro e micro drenagem, a Rua Major Joaquim Gabriel de Carvalho será recuperada. “Por enquanto será feita a rotatória da Marginal São Lourenço, e não a rotatória da Major Joaquim Gabriel de Carvalho. Esta só será construída quando for realizada a perfuração do túnel, em um momento futuro”, explica. China Calabres destaca que a obra, quando finalizada, garantirá melhores condições de tráfego. “Agradeço ao prefeito Edinardo Esquetini, que está sempre buscando soluções para que as obras sejam feitas na cidade. Acredito que dentro de uns 60 dias a parte da Marginal São Lourenço estará asfaltada e liberada aos matonenses”, relata.

O prefeito Edinardo Esquetini afirma que a segunda etapa será a negociação para liberação de mais recursos para perfuração do túnel. “As pessoas estavam cobrando bastante sem saber dos trâmites, que são complicados no poder público. Tivemos que romper o contrato com a antiga empresa, que abandonou a obra. Então fomos ao Desenvolve São Paulo e fizemos um trabalho junto ao vice-governador Márcio França e ao deputado estadual Orlando Bolçone para conseguir a liberação dos recursos. Agora estamos com as máquinas e os equipamentos chegando para que possamos finalizar a obra. Lembramos que neste primeiro momento não será feita a perfuração do túnel; vamos terminar a Marginal São Lourenço, interligar a Castro Alves e terminar a Major. Agradeço ao pessoal da construtora por estar com a gente e confiando no Executivo para realizar este importante trabalho em Matão”, finaliza.


Fonte: A.I.P




Deixe um comentário



Comentários




Embraer

vagas

UBS

Saída médicos

Policia

Assalto

Policia

Roubo de caminhonete