Matão é destaque no Cadastro Único do Bolsa Família

Município atingiu repasse de R$ 9.051,83 em setembro graças ao bom desempenho da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social

Jéssica Groto, Edinardo Esquetini e Carlão Rondanin.
Foto: A.I.P

Matão conta com serviços do Cadastro Único para o programa Bolsa Família na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e nas unidades do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) do Paraíso, Bairro Alto, IV Centenário, São José, Portal Terra da Saudade e Santa Rosa. Ao todo, sete funcionários são responsáveis pelo cadastramento dos programas, sendo que quatro ficam locados na secretaria e três nos CRAS. E tendo em vista o bom desempenho dos trabalhos desenvolvidos na secretaria, o município conseguiu repasse maior de recursos no mês de setembro de 2017.

Para auxiliar nos programas de atendimento às famílias carentes, o repasse naquele mês foi de R$ 9.051,83, com base no valor de 0,79 do Índice de Gestão Descentralizada para os municípios (IGD-M) referente ao mês de setembro. A transferência de recursos é realizada do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS) para o Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS) de Matão, por meio do calculo apontado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).

Jéssica Caroline Groto, gestora do Cadastro Único para o programa Bolsa Família, relata que a equipe procura trabalhar com responsabilidade e determinação para cuidar de pessoas. “Ao assumirmos a coordenação dos programas por meio de um convite do prefeito Esquetini, sabíamos do grande desafio, principalmente em uma administração que tem como objetivo cuidar de pessoas. A equipe recebeu todo o apoio do secretário Antonio Carlos Rondanin e, dessa forma, conseguimos superar todas as metas. Temos consciência que estamos no caminho certo, buscando melhorar ainda mais, explica.

 

Bolsa Família

De acordo com Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), vinculado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, 2116 famílias são beneficiárias pelo Bolsa Família em Matão, o equivalente a 6,87% da população total do município. Nestes números estão incluídas 949 famílias que, sem o programa, estariam em condição de extrema pobreza. Somente no mês de novembro de 2017, foram transferidos R$ 367.564,00 às famílias do programa e o benefício médio repassado foi de R$ 173,71 por família. A cada R$ 1 transferido, o Produto Interno Bruto (PIB) municipal tem um acréscimo de R$ 1,78.

Na Educação, 2112 crianças e jovens de 6 a 17 anos do programa precisavam ter a frequência escolar acompanhada no último bimestre. Dessas, foram acompanhadas 2037, o que equivale a 96,45% das crianças e jovens com frequência registrada no período. A média nacional é de 91,07%.

Na Saúde, 1660 famílias com crianças de até 7 anos e/ou mulheres gestantes foram cadastradas no último semestre. Matão conseguiu realizar o acompanhamento de 1395 famílias, correspondendo a 84,04%. A média nacional é de 72,76%. Em ambas as áreas, Saúde e Educação, a cidade apresentou acompanhamentos acima da média nacional.

 

Cadastro Único

Ainda segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, 5217 famílias foram inseridas no CadÚnico, 4085 tiveram cadastro atualizado nos últimos dois anos.

Segundo estimativas, 4561 famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa vivem no município e todas deveriam estar cadastradas. Sendo assim, ainda restam 494 cadastros para concessão de serviços e programas sociais.

Para que a família seja cadastrada, é importante haver uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos. Além disso, é preferível que seja mulher. Como documentos necessários, é preciso CPF ou Título de Eleitor, além de apresentar pelo menos um documento de cada uma das pessoas da família, como certidão de nascimento ou de casamento, CPF, Carteira de Identidade (RG), carteira de trabalho ou título de eleitor.

Também é importante apresentar comprovante de endereço, que pode ser conta de água ou luz. Após o cadastramento da família, é necessário manter os dados sempre atualizados. O atendimento na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e nos CRAS para atualização cadastral vai das 8h às 17h sem horário de almoço. O telefone para contato é o 3382.8900.

 

Telefones dos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social)

 

Santa Rosa – 3384.1294;

Portal Terra da Saudade – 3394.2224;

Bairro Alto – 3384.2507;

IV Centenário – 3384.9327;

São José – 3384.7067;

Paraíso – 3384.1164.


Fonte: A.I.P


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários