Matonense precisa voltar a vencer

Após duas derrotas seguidas, equipe encara o Grêmio Osasco no domingo – novamente em Bebedouro

Foto: Ilustrativa

Enquanto não regulariza a situação do Estádio Municipal ‘Dr. Hudson Buck Ferreira’, a Matonense continua sua ‘peregrinação’ até Bebedouro (85 km) para disputar seus jogos como mandante pelo Campeonato Paulista da Série A-3. Neste domingo (4), a equipe enfrentará o Grêmio Osasco às 10 horas da manhã, no Estádio ‘Sócrates Stamato’, precisando reencontrar a vitória para se afastar das equipes que ocupam a zona de rebaixamento.

O time de Matão está na 14ª posição da tabela de classificação e soma apenas 5 pontos em cinco jogos (uma vitória, dois empates e duas derrotas). O Grêmio Osasco também não faz boa campanha, pois está na 12ª colocação com 6 pontos (uma vitória, três empates e uma derrota). Na próxima quarta-feira (7), a Matonense voltará a campo em Marília, onde enfrentará o time da casa às 20 horas, no Estádio ‘Bento de Abreu Sampaio Vidal’. O anfitrião faz campanha pífia no início do campeonato, mas o fracasso da Matonense diante do Desportivo Brasil serve de alerta.

DERROTA NO FIM

Com um gol do meia Juca, o Monte Azul confirmou os três pontos em casa ao vencer a Matonense na tarde da última quarta-feira (31). O time de Matão começou melhor a partida, marcando a saída de bola do adversário, mas com o decorrer do jogo, foi perdendo ritmo e cedendo espaço para o Monte Azul se impor em seus domínios. O gol da vitória veio aos 37 minutos do segundo tempo, quando Juca aproveitou um passe do atacante Jonathan e concluiu para a rede. A Matonense perdeu com Paulo; Jougle, Rodrigo, Pedro e Japa; Murilo, Alan, Arthur e Ayrton (Walace); Miguéias (Jean) e Jordã (Cleber). Ayrton, Rodrigo e Murilo receberam cartões amarelos.

PRIMEIRO FRACASSO

No Estádio ‘Sócrates Stamato’, onde manda seus jogos em Bebedouro, a Matonense sofreu sua primeira derrota no Campeonato Paulista da Série A-3 e justamente para o então ‘lanterna’ Desportivo Brasil, por 1x0, no domingo (28). O gol foi de Meneghel, aos 38 minutos do primeiro tempo. Apesar de formarem um time relativamente jovem, os atletas da Matonense reclamam do desgaste físico, pois mesmo sendo mandantes, têm sempre que viajar para jogar às quartas-feiras e finais de semana. Para o técnico Gláucio Rodrigues, o time não reeditou nem 10% do que tinha jogado contra o Taboão da Serra e pagou pelos seus erros.

 


Fonte: Da Redação


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários