OAB-Matão quer implantar "OAB Concilia"

Em palestra, Roseni Mathias explanou sobre o assunto

Paulo Caruzo, Paulo Bernardi, Roseni Mathias e Marco Gussoni. Implantação em Matão começará pela necessária adesão da classe advocatícia
Foto: Rogério Bordignon

Na noite da quarta-feira (11), a 82ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Matão) promoveu a palestra ‘OAB Concilia’, proferida pela expositora Roseni Mathias (advogada e vice-presidente da Comissão OAB Concilia, de São Paulo). O apoio ao evento é do Departamento de Cultura e Eventos da OAB-SP.

INÍCIO

Um juiz de Pindamonhangaba, Alessandro de Souza Lima, idealizou um mecanismo para ganhar tempo judiciário. Um projeto piloto foi instituído na OAB-Pindamonhangaba e apresentado para a OAB-São Paulo, contando com o apoio do presidente Marcos da Costa. O OAB Concilia foi instituído no dia 27 de maio de 2013, com aprovação do Conselho Superior da Magistratura (CSM).

No projeto OAB Concilia, os profissionais convidados para ajudar no diálogo entre um indivíduo e outro são os advogados, que poderão aconselhar o cliente para a melhor opção na conciliação, analisando tecnicamente os efeitos jurídicos da decisão conciliatória. Trata-se de uma alternativa para a solução de conflitos.

INTRODUÇÃO

Disposto pela OAB-São Paulo, o projeto já é praticado por Subseções da OAB no Estado. Na subseção de Matão, um contato prévio foi feito entre o presidente Paulo Bernardi e o juiz da 3ª Vara Cível e diretor do Fórum de Matão, Gustavo Carvalho de Barros, sendo que o magistrado concordou ao início da implantação oficial por aqui.

Uma comissão será formalizada para a implantação da OAB-Concilia na OAB-Matão, o quanto antes. A grande vantagem estabelecida é a forma simplificadora de se lidar com as problemáticas do Judiciário. Não são geradas despesas adicionais e a própria sede da Casa do Advogado poderá ser utilizada para as reuniões conciliatórias.


Fonte: Rogério Bordignon


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários