Matonense quase pronta para a estreia

O presidente Reinaldo Junior fala sobre sua expectativa

Presidente Reinaldo Junior
Foto: Arquivo/ Jornal A Comarca

Nesta quarta-feira (17), às 16 horas, a Matonense inicia sua luta para brigar por uma vaga na Série A-2 do Campeonato Paulista de 2019, contra o time do União Barbarense. A SEMA não jogará no Estádio Municipal ‘Dr. Hudson Buck Ferreira’, em Matão, já que o campo segue interditado. Por isso, a estreia será no ‘Sócrates Stamato’, em Bebedouro.

Para este duelo, o técnico Dennio Dago - que também fará seu primeiro jogo a frente da Matonense - ainda não definiu a equipe que entrará em campo. No coletivo desta tarde, a formação será feita.

O site acomarcanet conversou com exclusividade com o presidente Reinaldo Junior, empresário e jornalista, que assumiu a equipe no segundo semestre de 2017 e ficará os próximos seis anos à frente da SEMA.

 

Qual a maior dificuldade que o senhor e sua equipe estão encontrando à frente da Matonense?

A maior dificuldade é a herança negativa de credibilidade da SEMA na cidade e a má vontade dos entes públicos em deliberar os processos de liberação do estádio.

 

O que podemos esperar da equipe na Série A3?

Um bom campeonato, profissionalismo, seriedade e transparência. O foco será sempre a vitória; quem não se enquadrar, é virtualmente substituído.

 

O grupo está fechado ou virão mais jogadores?

Temos um plantel de 27 atletas. Serão inscritos inicialmente 25, deixando espaço para eventual necessidade de substituição por deficiência técnica ou lesão.

 

Em que pé está a questão do Estádio ‘Dr. Hudson Buck Ferreira’?

O nosso alvo é obter a liberação para a próxima rodada, dia 28. Para isso dependemos da boa vontade dos órgãos públicos.

 

Deixe uma mensagem para o torcedor da SEMA.

Desde quando assumimos, a Soccer Stars é Matonense. Buscaremos sempre o melhor para a SEMA. Estamos confiantes para primeiro estarmos entre os oito classificados e depois buscarmos o título. A direção é experiente, assim como a Comissão Técnica. Os atletas são de qualidade e estão focados no trabalho.


Fonte: José Roberto Gaion


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários