Próxima Libertadores pode ter até nove times brasileiros

Mas poucos serão cabeças de chave.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

No momento, já estão classificados para a fase de grupos o Grêmio (campeão da Libertadores 2017), o Cruzeiro (campeão da Copa do Brasil), o Corinthians (campeão do Brasileirão), o Palmeiras (2º colocado do Brasileirão), o Santos (3º colocado) e o Flamengo (6º colocado). 

Ainda há mais dois clubes na primeira fase: o Vasco (7º colocado) e a Chapecoense (8ª colocada).

E o Atlético-MG, que terminou o Brasileirão em 9º lugar, ainda pode se classificar ao torneio da Conmebol caso o Flamengo seja campeão da Copa Sul-Americana sobre o Independiente-ARG, o que colocaria o "Galo" na primeira fase e classificaria o Vasco diretamente para a fase de grupos da Libertadores.

Mas, mesmo com a possibilidade de colocar essa quantia gigantesca de clubes na competição continental, o futebol brasileiro terá no máximo três cabeças de chave, de acordo com o atual ranking da Conmebol. 

A lista de melhores times da Confederação Sul-Americana ainda será atualizada, mas não deve ter grandes alterações no top 10. 

Com isso, cinco gringos já classificados para o torneio continental estão praticamente garantidos como líderes de grupos.

São eles o Boca Juniors-ARG (atual 1º do ranking), o River Plate-ARG (2º), o Atlético Nacional-COL (3º), o Nacional-URU (4º) e o Peñarol-URU (5º).

Já os três brasileiros que devem ser cabeças de chave são Cruzeiro (atual 7º do ranking), Corinthians (8º) e Grêmio (12º). 

O Atlético-MG, aliás, poderia ser cabeça de chave, já que está em 9º lugar na lista da Conmebol. No entanto, perderá pontos pelo desempenho da atual temporada, enquanto por outro lado o Grêmio ganhará (principalmente pelo título continental) e fará a ultrapassagem quando o ranking for atualizado.

Outros brasileiros bem colocados na relação, São Paulo (atual 6º) e Internacional (11º) não se classificaram para a Libertadores e também perderão posições.

Já Palmeiras, Santos, Flamengo, Chapecoense e Vasco não possuem chances de serem cabeças de chave, já que não conseguirão estar entre os oito melhores times do continente de acordo com a pontuação da Conmebol. 

Vale lembrar que o ranking da entidade leva três quesitos em conta: performance dos últimos 10 anos em Libertadores (para 2018, o desempenho entre 2008 e 2017), coeficiente histórico (pontuação entre 1960 e 2007) e desempenho nacional (o campeão nacional ganha 50 pontos extras).

A edição 2018 da competição começa dia 22 de janeiro, com os jogos da primeira fase, e acaba só em 28 de novembro.

Seja com oito ou nove classificados, o Brasil terá o maior número de equipes representantes no torneio. 

Depois, aparece a Argentina, com seis vagas, enquanto todos os outros países classificam quatro clubes para o certame.


Fonte: Espn




Deixe um comentário



Comentários




Moio

acidente

UBS

Saída médicos

Policia

Roubo de caminhonete

Policia

Roubo